Arquivo para maio \29\UTC 2008

RioJUG, REST e …. Mundo Java?

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/05/29/riojug-rest-e-mundo-java/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Ontém tivemos a reunião mensal do RioJUG com a palestra de REST do Bruno Pereira. Mas pera lá, o que a Mundo Java tem a ver com a história? rs. Bem isso eu conto mais pra frente.

A palestra foi bem interessante e apesar de já conhecer REST, agente sempre aprende alguma coisa, sempre. Por isso que eu vou a diversos eventos, como por exemplo o Falando em Java 2008, que tinha algumas palestras que teoricamente não iriam acrescentar muito a mim, mas tem sempre alguma coisa que o palestrante fala que agrega, e as vezes muito.

A palestra do Bruno Pereira foi bem legal, explicando bem os conceitos do estilo arquitetural, falou um pouquinho do framework Jersey e deu bons exemplos de código. Quem não foi perdeu …

E a Mundo Java, heim? Bem vamos lá.

Quando saia da empresa para ir ao evento, comentei com um amigo o fato de eu nunca ganhar nada nesses sorteios de brindes que tem nos eventos (pronto, acabou o suspense :)). No Falando em Java 2008 eu queria ter ganho o Nintendo WII, mas infelizmente não deu :(). Então, voltando ao papo que eu estava tendo com meu amigo do trabalho, comentei que eu queria ganhar a assinatura da Mundo Java, pois é a publicação de Java que eu gosto mais aqui do Brasil.

O engraçado do sorteio é que o deixou a assinatura Mundo Java por útimo e eu fiquei naquela espectativa por nunca ganhar nada nesses sorteios.

E o resultado foi …

QUE EU GANHEIIIIIIIIIIIII 🙂

Espero que agora que eu ganhei alguma coisa pela primeira vez eu consiga ganhar novamente em outras oportunidades.

Anúncios

Ta cada vez pior viu

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/05/22/ta-cada-vez-pior-viu/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Esses dias eu estava procurando um curso básico em informática para minha esposa, que nunca gostou de computador, mas já se convenceu que não dá mais pra correr, rs. Acontece que me deparei com um curso profissionalizante chamado Programador de Sistemas. Será que alguém aprende a ser um programador com 30 horas de lógicca, 30 horas de modelagem de dados, 45 horas de VB.Net (que provavelmente só vai ensinar Visual Studio.Net) e 45 horas de Delphi? (Meu Deus, Delphi em 2008?). É uma irresponsabilidade total criar um curso desses pra enganar pessoas dessa forma. Eu jamais daria um curso desses, sabendo que a coisa não é tão simples assim.

Sabe o que eu fico pensando disso tudo?

  1. A coisa ta cada vez pior em termos de ensino para um programador
  2. Coitado das pessoas que tão entrando nesses cursos e achando que sairão profissionais em programação
  3. Mais e mais gente despreparada entrando no mercado
  4. Mais projetos indo pro buraco
  5. Os poucos que são bons ganhando cada vez mais (Parece bom, mas tem os efeitos colaterais, que é você ter dificuldade de arrumar um lugar legal pra trabalhar, visto que a quantidade de profissionais preparados está ficando cada vez menor)

Por que todo mundo acha que pode ser programador? Eu acho que se eu tivesse que ser médico, morreria de fome, pois só de olhar sangue já fico tonto. As pessoas tem talentos diferentes e programação não é aprender a usar ferramentas. Programação é criação. Criação é talento. Talvez eu não tenha talento pra criar uma logomarca, mas para criar um software sim. E outra pessoa o inverso, que seja.

Cada um na sua, por favor.

Substituição: sai Bloglines, entra Google Reader

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/05/16/substituicao-sai-bloglines-entra-google-reader/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Sempre usei o Bloglines como meu leitor de feeds e quando usei o Google Reader não gostei muito. Acontece que resolvi testar novamente pra ver se algo tinha melhorado. Eis que tive uma bela surpresa …

Não sei se alguns dos recursos já estavam lá e não dei a atenção desejada. Não sei mesmo. O fato é que algumas coisas simples que o Google Reader me proporcionaram me fizeram migrar instantaneamente. Seguem algumas delas:

  1. As mensagens são marcadas como lidas apenas quando clico nelas, ao contrário do Bloglines, onde assim que seleciono a pasta, o mesmo marca tudo como lido e eu preciso manualmente informar o que eu quero marcar como não lido.
  2. No Google Reader eu tenho como alternar entre visualização das mensagens em forma de listagem e a visualização expandida (i.e. conteúdo completo). Isso é ótimo, uma vez que alguns feeds eu apenas leio o título da matéria e já descarto e quando é algum feed que eu já sei que quero ver tudo, como o caso de alguns blogs, eu passo para a visualização extendida e tudo beleza.
  3. O Google Reader tem um recurso de recomendações muito interessante, que me recomenda feeds de acordo com feeds que já assino. Logo de cara eu encontrei um blog legal sobre Rails que eu não conhecia e isso foi ótimo.
  4. A parte de tendências também é muito importante. Essa feature me ajuda a ver feeds que tem muitas mensagens e que na verdade eu leio pouca coisa, de forma que eu possa perceber se aquela inscrição não está valendo a pena e dar um unsubscribe nela.

No fim das contas eu estou gostando muito de usar o Google Reader. Se alguém tiver algum contra-argumento é muito bem vindo.