Archive for the 'java' Category

JRuby on Rails no RioJUG

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/06/04/jruby-on-rails-no-riojug/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Na segunda-feira passada, tivemos uma palestra do Fábio Kung sobre JRuby on Rails no RioJUG. Basicamente foi um repeteco da palestra do Falando em Java 2008, a qual estive presente no dia 18/05 passado.

A palestra foi extremamente importante para abrir os olhos de muita gente que acha que Java vai ser Mainstream pra sempre. Pelo que tenho percebido, o tempo de Mainstream de uma linguagem tem diminuído bastante nos últimos tempos. Antigamente uma lingagem ficava na moda por muito mais tempo que hoje.

Em fim, voltando a palestra, foi bem interessante ver uma visão arquitetural de alto nível do GUJ 3.0, observar as escolhas das gems, o problema com as gems nativas e os contornos utilizados.

A escolha de rodar o Ruby na JVM, foi também um fator que foi muito falado durante a palestra. Os fatores principais foram a questão do compartilhamento de sessão entre os nós e o empacotamento do JForum junto na mesma aplicação, sem a necessidade de mágicas para não precisar de 2 logins.

Um fato que me surpreendeu até (já no Falando em Java 2008), foi quando o Fábio disse que a implementação JRuby está sendo considerada a implementação com melhor performance. Isso é muito legal, o que mostra o esforço grande para se obter alternativas à linguagem Java. E o melhor de tudo foi saber que já dá pra rodar o bichinho no Jetty, gerando a mesma produtividade encontrada na dupla Java/Jetty. O trabalho do Fábio foi tão fantástico no jetty_rails, que no RailsConf2008, Jeremy Kemper incluiu o jetty_rails em seu Keynote. O próprio Fábio falou sobre isso.

Pra concluir, apesar do JRuby on Rails e das novas oportunidades que irão surgir, o que mais me deixou feliz foi ver um projeto brazuca fazendo sucesso internacionalmente, no maior evento de Rails da atualidade.

Anúncios

RioJUG, REST e …. Mundo Java?

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/05/29/riojug-rest-e-mundo-java/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Ontém tivemos a reunião mensal do RioJUG com a palestra de REST do Bruno Pereira. Mas pera lá, o que a Mundo Java tem a ver com a história? rs. Bem isso eu conto mais pra frente.

A palestra foi bem interessante e apesar de já conhecer REST, agente sempre aprende alguma coisa, sempre. Por isso que eu vou a diversos eventos, como por exemplo o Falando em Java 2008, que tinha algumas palestras que teoricamente não iriam acrescentar muito a mim, mas tem sempre alguma coisa que o palestrante fala que agrega, e as vezes muito.

A palestra do Bruno Pereira foi bem legal, explicando bem os conceitos do estilo arquitetural, falou um pouquinho do framework Jersey e deu bons exemplos de código. Quem não foi perdeu …

E a Mundo Java, heim? Bem vamos lá.

Quando saia da empresa para ir ao evento, comentei com um amigo o fato de eu nunca ganhar nada nesses sorteios de brindes que tem nos eventos (pronto, acabou o suspense :)). No Falando em Java 2008 eu queria ter ganho o Nintendo WII, mas infelizmente não deu :(). Então, voltando ao papo que eu estava tendo com meu amigo do trabalho, comentei que eu queria ganhar a assinatura da Mundo Java, pois é a publicação de Java que eu gosto mais aqui do Brasil.

O engraçado do sorteio é que o deixou a assinatura Mundo Java por útimo e eu fiquei naquela espectativa por nunca ganhar nada nesses sorteios.

E o resultado foi …

QUE EU GANHEIIIIIIIIIIIII 🙂

Espero que agora que eu ganhei alguma coisa pela primeira vez eu consiga ganhar novamente em outras oportunidades.

A maravilhosa teta chamada SOA

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/02/15/a-maravilhosa-teta-chamada-soa/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Nos últimos meses, tenho ajudado a empresa onde trabalho a escolher um fornecedor para implantar SOA na casa. Infelizmente, não nos está autorizado a fazermos nós mesmos. Os fornecedores escolhidos pela empresa para nossa avaliação, são quase todos fornecedores [A-Za-z]{3}.

Tenho percebido de maneira geral que a maioria desses fornecedores não conhece muito do que nos tem apresentado. Uma simples pergunta sobre Message Broker e ninguém, absolutamente nenhum dos fornecedores soube responder direito. Na verdade, alguns deles confundiram com o produto Message Broker da IBM e outros com ESB.

Teve uma outra empresa, que não posso mencionar o nome por motivos óbvios, que conseguiu vender um projeto SOA aqui dentro, que não era nada mais que instalar um ESB, um servidor de processos e fazer um sisteminha de referência e só !!!! O Pior de tudo é que ganharam uma grana preta com isso.

O fato é que está muito difícil opinar sobre qual fornecedor a empresa deve confiar o “projeto” SOA, e o cenário atual, com a pressão vinda de cima pra baixo para implantar alguma coisa de SOA, só porque está na moda e sem as vezes nem entender o que é, faz como que muitos fornecedores consigam essa maravilhosa TETA pra mamar nas grandes corporações.