Archive Page 2

Pílula vermelha: Ta valendo a pena oferecer?

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/02/28/pilula-vermelha-ta-valendo-a-pena-oferecer/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

A área de Desenvolvimento de Software passa por uma grande mudança nos últimos anos. Existe um apelo muito grande na comunidade de desenvolvedores de software para práticas ágeis, menos burocracia e soluções práticas e eficientes para se trabalhar.

Acontece que pessoas com perfil inovador, ou mesmo pessoas mais tradicionais mas de mente aberta, se empolgam facilmente e tentam convencer as pessoas que essas “novidades” são ótimas e que a forma”antiga” com que fazemos as coisas não funciona, ou melhor nunca funcionou de forma decente.

Ai começam os problemas. Por mais incrível que pareça, as pessoas de TI em sua maioria são muito mente fechada, e quando se fala de algo do tipo a maioria delas tem uma resistência enorme e geralmente faz alguma gozação, ou simplesmente menospreza dizendo: “Meu filho, a IBM que criou isso? A Sun? A Oracle? Ah, foi Fulano de tal? quem é esse cara? Não quero saber disso não ..”

Felizmente, encontro pessoas abertas, que ouvem, percebem e ao menos procuram conhecer sobre os assuntos e na maioria das vezes a pessoa passa a entender as mudanças e se tornar adepto.

O problema disso tudo é que em vários momentos tem gente mente fechada que nos enxerga como maluco, quase uma comunidade de anarquistas, algo como se fosse uma rebelião contra o modelo atual. De fato, é uma insatisfação total, pois a coisa já ta mais que provado que não funciona, basta ver os prazos estourando, pilhas de documentos que estão sempre desatualizados e software com qualidade a baixo do aceitável.

Depois de levar tanto fora e ser tratado mau algumas vezes por algumas pessoas, será que ta valendo a pena ainda oferecer a pílula vermelha?

Acho que vou adotar a idéia do Morpheu e evitar oferecer essa pílula para as mentes adultas (Aqui você entende como quiser). Melhor oferecer com mais critério, não pelos mesmos motivos do filme matrix, mas pra evitar desgaste com pessoas, que é muito chato.

Com as mudanças que ocorreram e ainda estão ocorrendo na área de Desenvolvimento de Software, como agile, TDD (Acreditem, apesar de não ser novo tem muita gente que ainda nem sabe o que é isso), SCRUM, etc, é muito comum que as pessoas com perfil inovador, ou mesmo pessoas mais tradicionais mas de mente aberta, se empolguem bastante e tentem convencer bastante gente de que essas mudas são ótimas e que a forma com que fazemos as coisas nas grandes corporações aqui do Brasil, com processos burocráticos, quilos de documentação, metodologias Waterfall disfarçadas de RUP, simplesmente não servem mais, ou melhor, nunca serviram.

Anúncios

Mas eu te disse, eu te disse…

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/02/21/mas-eu-te-disse-eu-te-disse/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Na década de 70, passava na TV um desenho chamado Carangos e Motocas (Wheelie and The Chopper Bunch). Eu nem era nascido nessa epoca, mas a famosa frase Mas eu te disse, eu te disse… ecoou por algum tempo ainda.

Meu primeiro post deste blog foi sobre a instalação de um componente de GNV no meu carro. Na ocasião, o problema todo foi eu ter feito uma escolha que era performática mas tinha sérios problemas na manutenção. Pois bem ….

Na semana passada, mais precisamente na segunda-feira, meu carro enguiçou próximo a empresa onde trabalho enquanto me deslocava de onde moro até o destino. Em princípio tudo bem, afinal de contas isso são coisas que acontecem. Após colocar o carro em uma oficina próxima onde meu carro parou e ver que o profissional desta não sabia muito bem como resolver meu problema, reboquei o carro até o profissional de minha confiança que sempre fez manutenção do meu carro. Chegando lá, o mesmo detectou rápidamente que o bendito do Chip GNV, que é o que me dava mais performance estava com problemas e misturando os combustíveis. Naquele momento veio a voz interior dizendo: Mas eu te disse, eu te disse, eu te disse, eu te disse, eu te disse…

Tive que levar meu carro na oficina matriz da empresa de GNV, pois como disse no outro post, com o chip só poderia ser visto lá o problema. O pessoal “especializado” jurava de pé junto que não era o chip, mas mesmo assim solicitei que modificassem a instalação para os componentes que as filiais possam dar manutenção.

Não tem nada muito de novo nessa história, tão somente o que eu havia previsto se cumpriu (Eu te disse …). O importante é ver como não pensar em manutenção quase sempre nos dará dor de cabeça no futuro e isso acontece também com nossos softwares.

Tirei duas lições importantes:

  1. Profissional confiável está dificil hoje em dia.
  2. Qualquer produto que for adquirir, pensar em como será a manutenção deste.

A maravilhosa teta chamada SOA

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/02/15/a-maravilhosa-teta-chamada-soa/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Nos últimos meses, tenho ajudado a empresa onde trabalho a escolher um fornecedor para implantar SOA na casa. Infelizmente, não nos está autorizado a fazermos nós mesmos. Os fornecedores escolhidos pela empresa para nossa avaliação, são quase todos fornecedores [A-Za-z]{3}.

Tenho percebido de maneira geral que a maioria desses fornecedores não conhece muito do que nos tem apresentado. Uma simples pergunta sobre Message Broker e ninguém, absolutamente nenhum dos fornecedores soube responder direito. Na verdade, alguns deles confundiram com o produto Message Broker da IBM e outros com ESB.

Teve uma outra empresa, que não posso mencionar o nome por motivos óbvios, que conseguiu vender um projeto SOA aqui dentro, que não era nada mais que instalar um ESB, um servidor de processos e fazer um sisteminha de referência e só !!!! O Pior de tudo é que ganharam uma grana preta com isso.

O fato é que está muito difícil opinar sobre qual fornecedor a empresa deve confiar o “projeto” SOA, e o cenário atual, com a pressão vinda de cima pra baixo para implantar alguma coisa de SOA, só porque está na moda e sem as vezes nem entender o que é, faz como que muitos fornecedores consigam essa maravilhosa TETA pra mamar nas grandes corporações.

Por que será que a galera ta desanimando de programar?

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/01/18/por-que-sera-que-a-galera-ta-desanimando-de-programar/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Tenho visto já faz um tempo dezenas de programadores que desanimaram e sequer estão programando. No meu circulo de amizades tenho percebido algumas pessoas também. Comecei a pensar sobre o assunto e pude observar 3 motivos mais frequentes:

  • Salário: Infelizmente aqui no Brasil a maioria esmagadora das empresas não valoriza quem gosta de programar. Mesmo que não tenham perfil ou não gostem, escolhem ir para gerência ou são empurrados para isso ou para outros cargos. Isso rola sempre nas empresas de 3 letrinhas.
  • Processos extremamente burocráticos: Para desenvolver poucas linhas de códigos são necessários 1589 documentos e 6731 reuniões.
  • Gosto: Não gostam mais ou nunca gostaram realmente desta atividade. Conheço muita gente que está investindo na bolsa doido pra arrumar alguma coisa pra parar de trabalhar com TI. (não que seja errado investir, pelo contrário, eu sou totalmente a favor) . Outras pessoas estão estudando outras coisas também com o objetivo de sair da área.

Bom, cheguei a conversar com um amigo de infância sobre o assunto e este me disse que não estava programando muito devido a fase atual do seu projeto ser a fase de documentação, e ele acha isso muito chato e preferia estar programando que é o que ele gosta.

Na contramão disso tudo, estou cada vez mais empolgado e percebo que no meio deste desânimo todo ainda existe gente como eu e alguns que conheço que amam programar e não fazem disso apenas uma forma de ganhar dinheiro.

PS: Philip, se por acaso você ler este post, me desculpe a quantidade de referências ao seu blog sem ter te comunicado. Fiz isso para não explicar alguma coisa que já o foi feito.

E qual o problema em ser técnico ?

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2008/01/03/e-qual-o-problema-em-ser-tecnico/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

É impressionante como as pessoas quando não estão interessadas em discutir algum assunto de forma técnica ou não tem conhecimento sobre o mesmo apelam para o argumento: “você ainda está pensando muito técnico”.

Por esses dias estava numa discussão sobre BPEL para orquestração de serviços em um processo de negócio, quando comentei que em CBD já era previsto modelagem de processos e workflow, de acordo com a literatura bem conhecida em Business Component Factory. Portanto, muita coisa já estava prevista. Assim que os argumentos foram apresentados, fui chamado de muito técnico como se CBD não tivesse nada a ver com o negócio e como se nós, Desenvolvedores, Arquitetos, sei lá o que, não devessemos ser técnicos e não houvesse relação alguma entre nossa profissão e traduzir conceitos de negócio em software.

Estou ficando cada vez mais impressionado com as pessoas da nossa área !

Programadores escrevem código, ferramentas apenas ajudam

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2007/12/12/programadores-escrevem-codigo-ferramentas-apenas-ajudam/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

É impressionante como aqui no Brasil este movimento de ferramentas IDE que se propoem a gerar código, “programar pra você”, ainda continua ganhando força. Recentemente chegou uma pessoa na empresa onde trabalho oferecendo a ferramenta JCompany para a empresa. Segundo o mesmo, a ferramenta monta a arquitetura toda do sistema, gera os CRUDS e muito mais. Ai eu me pergunto: Não precisamos mais de arquitetos certo ? Precisamos de meia dúzia de code monkeys para codificar o que sobrar e pronto, tudo resolvido. Não vou ficar falando muito da ferramenta em questão pois hoje em dia qualquer menção sobre algo e vem um processo em cima de nós. Em fim, a ferramenta que promete gerar tudo e tornar o trabalho do programador algo banal.

Pouco antes desse dia, teve uma apresentação de uma empresa sobre SOA, mostrando um monte de ferramentas de modelagem de processos, servidor que roda os processos (além do servidor de aplicações), IDE turbinada, e o cara teve a coragem de dizer que com SOA não existe mais sistema, tudo é serviço, proibiu durante a apresentação a palavra sistema, de acordo com essa tese. Disse também que reduziriamos drasticamente o número de programadores, teriamos tudo prontinho, e …, mesma balela (o pior é que teve gente acreditando nisso e gostando muito).

Essas duas experiências me fizeram pensar sobre o fato de existirem diversas pessoas ignorando completamente o que é um programador e para que serve o mesmo. E pior, ignorando a capacidade de um ser humano raciocinar e fazer escolhas de acordo com problemas, acreditando que arquiteturas engessadas resolvem o problema de pessoas não treinadas, e ainda ignoram a evolução da indústria de ti, com DSLs e outras coisas mais.

Triste, é triste ver que tem gente que faz faculdade, pós, mestrado, etc e fica só com o que aprendeu lá, e muita das vezes nem aprendeu, apenas foi aprovado.

Historinha triste sobre Performance x Manutenabilidade

Antes de você ler esse artigo, gostaria de informar que esse blog agora está em um host próprio. O mesmo artigo pode ser lido em: http://codificando.com/2007/09/19/historinha-triste-sobre-performance-x-manutenabilidade/. Se você quiser ler aqui mesmo não tem problema, mas as próximas publicações serão feitas apenas no site http://codificando.com/. Um grande abraço.

———————————————————————————-

Mais uma vez estamos naquela velha discussão sobre performance versus manutenabilidade ….

Essa história tem muita semelhança com a nossa vida de desenvolvedores de software.

Nessa historinha que vou contar eu reforcei alguns conceitos e aprendi outros. Vou aproveitar para colocar algumas lições em geral. Talvez no começo da leitura você se pergunte o que isso tem a ver com TI mas calma, leia até o final é um paralelo.

Faz alguns meses que resolvi converter meu carro para utilizar GNV. Escolhi uma convertedora líder de mercado apenas pelo nome. Ai começaram meus problemas …

Lição número 1: Nunca escolha alguna coisa na sua vida apenas pelo nome. Procure indicações. Se não conseguir nenhuma, procure mais informações sobre a empresa/produto/profissional/etc que esta querendo comprar/contratar/etc.

Ao verificar as opções de instalação verifiquei uma que tinha maior performance ao mesmo custo. Um Chip eletrônico GNV que substitui N componentes e ainda reduz o tempo de instalação do Kit. Parece perfeito, não gasto nenhum real a mais e vou ter uma solução com a performance melhor e o tempo de instalação reduzido.

Alguma semelhança com o desenvolvimento de software ?

Ai o dono da loja me informou que a instalação do chip é feita apenas na matriz (que é muito longe da minha casa). E eu, fascinado pela performance e pela facilidade da instalação (Parece até a nossa amiga M$), resolvi prosseguir assim mesmo.

Lição número 2: Se você está percebendo cheiro de bosta se limpe antes de ficar todo cagado. Ps: Eu me caguei todo 🙂

Bom, após instalar a solução mágica, tive alguns problemas do carro não desenvolver direito, etc, etc, etc, como vocês já sabem, carro da problema ainda mais com um componente adaptado.
Nesse momento cai a ficha da besteira que eu fiz. Ue mas Chip GNV é uma inovação tecnológica de ponta certo ? Correto mas só na porcaria da loja matriz que dá manutenção na benção do Chip GNV.

Lição número 3: Antes de decidir por alguma coisa, pense sempre como vai manter em funcionamento aquilo que escolheu ou se está so arrumando um abacaxi que só vai te dar dor de cabeça.

Levei meu carro na loja onde comprei o Kit GNV, Mudou todo mundo da loja inclusive a gerência e eu fiquei tontinho sem saber o que ia acontecer. O Dono da loja, muito simpático por sinal, me atendeu super bem e resolveu me ajudar (Estava tudo na garantia bah …. isso geralmente não adianta de nada). Deu uma olhada, andamos com o carro e no fim de tudo ele me disse o que eu esperava mas não queria acreditar de jeito algum: Olha amigo, o problema deve ser no Chiv GNV mas aqui não damos manutenção no Chip, somente na matriz (Que fica a 50km da minha casa e so está aberto no horário que estou trabalhando).

Lição número 4: Compre/Utilize/Procure soluções/produtos/coisas que sejam padrões de mercado/indústria pois você consegue ajuda de outros profissionais/fornecedores (Desculpem as barras exessivas vai .. rs). Caso contrário, vai sofrer muito igual a mim quando pintar algum problema ou mudança)

O fim da história é facil, tenho que levar o carro na matriz pra verificar o problema e toda vez que ocorrer algum probleminha vou ter que ir na matriz (50km da minha casa).

Lição número 5: Meu carrro não ia andar na F1, portanto não precisava ganhar 4CV a mais de potência por causa de um Chip milagroso e nossos sistemas geralmente conseguem atender os requisitos de performance mantendo a manutenabilidade boa e sem precisar escovar bits a troco de nada.

Agente dá nossas cabeçadas na vida né ? Vamos pelo menos aprender com elas